top of page

Reportagem: Reciclando Vidas - Material Reciclável é Fonte de Renda para Famílias

Atualizado: 10 de out. de 2023

No dia 29 de setembro, o Bom Dia NE, exibiu a ação de divulgação realizada em Recife, através do Programa Mãos Pro Futuro.





A cooperativa é uma das várias que recebem apoio do programa Mãos Pro Futuro, situada no bairro de São José, no coração do Recife, a Cooperativa Reciclando Vidas é um exemplo inspirador de como a reciclagem de resíduos sólidos pode, não apenas beneficiar o meio ambiente, como também melhorar significativamente a qualidade de vida de seus cooperados. Criada há três anos, e composta por 18 cooperados residentes das comunidades do bairro, a cooperativa tem desempenhado um papel fundamental na limpeza das ruas, coletando e realizando a triagem de resíduos recicláveis, sempre à procura de maneiras de expandir suas atividades e impacto na comunidade.


Em uma sociedade na qual o problema do descarte de resíduos vem se tornando debate obrigatório quando a questão é preservação ambiental, a reciclagem sempre é citada como uma solução. Neste sentido, o presidente da cooperativa, Esmeraldo Emílio dos Santos, viu na coleta seletiva uma oportunidade de gerar renda para sua família e colegas de bairro. “Fazia limpeza de canais e vi a quantidade de lixo que era jogada fora e percebi que podíamos dar um jeito de conseguir renda para dentro de nossas casas”, diz.


Para Esmeraldo, a parceria faz a diferença na vida dos cooperados "Está melhorando, a cooperativa cresce com o apoio que recebe. Antes eu trabalhava na rua, de camelô, e quando eu entrei na reciclagem melhorou. De manhã chegamos e ficamos das 8h às 17h. Todos trabalhamos e todos recebemos”, afirma.


Filho de Esmeraldo, Mateus Emílio Silva Santos, de 19 anos, também é cooperado e elogia a capacitação que o Mãos Pro Futuro fez com os cooperados e o auxílio em estruturas que é cedido pelo Programa para a Reciclando Vidas. "Eles nos ajudam com equipamentos. EPI, maquinários como geladeira, micro-ondas, computadores, prensa, balança, foram eles que conseguiram para gente”, discorre.


A cooperativa recupera, em média, cerca de 32 toneladas de materiais por mês, incluindo vidros, metais, papéis e plásticos. Uma parte substancial desses resíduos provém da parceria com a Prefeitura do Recife. O município tem coleta seletiva implantada e direciona todos os dias os materiais recicláveis para o galpão da Reciclando Vidas. A remuneração mensal dos cooperados é baseada na produção, garantindo que recebam entre R$1.000,00 e R$1.300,00 reais pela comercialização dos materiais recicláveis advindos da coleta seletiva na cidade de Recife.





Commentaires


bottom of page